Mensagens

Curtas literárias 19.10.2018

1. 
O dinheiro não compra felicidade 
A pobreza também não, pelo que é melhor ter dinheiro.

'It’s nice to feel I’m solvent. That’s a huge gift': Anna Burns on her life-changing Booker win [The Gardian Books]

2.
Escritores e jornalistas unidos pela liberdade de imprensa
PEN America sues Trump for violating first amendment rights  [The Gardian Books]


3.
Non-fic Novembro, aqui vamos nós

50 OF THE BEST NONFICTION BOOKS [BookRiot]

 

4. 
E agora uma pausa para algo engraçado
Engano ou roubo? Convidados de gala literária levam livros que estavam nas mesas para fins de decoração [Observador]

Arrumar ou não arrumar, eis a questão

O único problema da minha biblioteca preferida que também é, por sinal, a melhor biblioteca do mundo (até prova em contrário) é que existem muitos livros fora do seu local. 

Ou seja, há imensa gentinha a pousar os livros no fim da prateleira é mais prático do recolocar de onde se tirou ou colocar no carrinho de devoluções. 

Frequentemente, apanho-me a arrumar livros. No mínimo, deixo sempre a prateleira onde estive a ver livros (sou apologista do princípio: grão a grão...) arrumada, com cada livro no local da sua cota. 

Mas hoje, à procura de algo, encontrei demasiados livros fora do sítio, não só fora da cota, mas fora da letra e até do género literário.

Arrumei os que estavam apenas fora da cota e os restantes fui entregar ao carrinho de depósitos, depois de ter falado com o bibliotecário. 

Sinceramente, considerei que também me caberia a função de alertar para o problema.

O que costumam fazer quando constatam que há livros fora do sítio? Gostaria de saber a vossa opinião. 


P.S. Muito trabalho = Pouco tempo de lazer = Menos leituras

FRUIT OF THE DRUNKEN TREE - Ingrid Rojas Contreras